COPA CIDADE CANÇÃO

Sub 12, Sub 13, Sub 14, Sub 15, Sub 16 e Sub 17.

Regulamento

LIGA MUNICIPAL DE FUTEBOL AMADOR DE MARINGÁ (Regulamento) Campeonatos Regionais Categorias de Base 2019. (1º semestre) Copa Cidade Canção Gestão: Douglas Mattos Regulamento dos Campeonatos Regionais de Categorias de Base 2019 (1ª Semestre) Capítulo I: DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Artigo 1: Os Campeonatos de Categorias de Base 2019- Sub 12, Sub 13, Sub 14, Sub 15 e Sub 17 promovidos e organizados pela Liga Municipal de Futebol Amador de Maringá, serão disputados nas conformidades do presente Regulamento, normas da arbitragem, Código Brasileiro de Justiça Desportiva e leis de entidades superiores. Artigo 2: Este Regulamento é o conjunto das disposições que regem a competição e entra em vigor após sua homologação pela Presidência. Artigo 3: As competições serão iniciadas oficialmente nos dias 09 e 10 de março de 2019, participam desta competição: *Quadro das Equipes - Categoria por Categoria! COPA CIDADE CANÇÃO 2019 Sub 12 (2007) Instituto Alex Santos, Grêmio Mourãense, Projeto Social Índio, JP10 Country Club B, JP10 Country Club A, Toque de Mestre, Atlético Maringaense e Laranja Mecânica. Sub 13 (2006) Instituto Alex Santos, Grêmio Mourãense, Academia Palmeiras, F15/Amistosos, JP10 Country Club, Ângulo/Projeto MT, Atlético Maringaense, R9 Academy e IAS Cocamar. Sub 14 (2005) Instituto Alex Santos, Barcelona City, Projeto Índio, F15/Amistosos, JP10 Country Club, Toque de Mestre, Atlético Maringaense, Iguaraçu, Laranja Mecânica e IAS Cocamar. Sub 15 (2004) Instituto Alex Santos, Grêmio Mourãense, Academia Palmeiras, F15/Amistosos, Instituto Gera Alta/Apucarana, Projeto MT, Atlético Maringaense, JP10 Country Club, C.E.Miosótis SESP e R9 Academy. Sub 17 (2002) Instituto Alex Santos, Grêmio Mourãense, Academia Palmeiras, F15/Amistosos, Instituto Gera Alta/Apucarana, Projeto MT, Atlético Maringaense, Prefeitura de Marialva, Laranja Mecânica e LM Football Academy Capítulo II: DO SISTEMA DE DISPUTA Artigo 4: - Primeira Fase: As equipes se enfrentam em turno único, classificando-se as quatro melhores de forma direta para as semifinais. O mando de campo pertence à Liga Municipal de Futebol Amador de Maringá. Se houver empate em números de pontos a equipe classificada será aquela que tiver melhor índice técnico da primeira fase, de acordo com o Artigo 7 do regulamento. Artigo 5: Segunda Fase (Semifinais): Será disputada em jogo único, se houver empate, a equipe de melhor campanha ao longo da competição avança. O mando de campo pertence à Liga Municipal de Futebol Amador de Maringá. (SEMIFINAIS): Grupo A 1ª x 4ª Grupo B 2ª x 3ª Artigo 6: Terceira Fase (Final): As duas equipes classificadas da fase anterior farão a decisão em jogo único. Persistindo o empate, a equipe de melhor campanha ao longo da competição será declarada CAMPEÃ. O mando de campo pertence à Liga Municipal de Futebol Amador de Maringá. (FINAL): Grupo C vencedor A x vencedor B Artigo 7: DESEMPATE POR INDÍCE TÉCNICO 1. Maior número de vitórias; 2. Confronto direto entre as equipes com o mesmo número de pontos; 3. Menor número de gols sofridos; 4. Maior saldo de gols; 5. Menor número de cartões amarelos; 6. Menor número de cartões vermelhos. Artigo 8: PREMIAÇÃO A Liga Municipal de Futebol Amador premiará cada categoria com troféus e 25 medalhas (personalizadas): Troféu para Campeão, Vice-campeão, artilheiro e melhor goleiro, que será representado pela defesa menos vazada da competição entre as duas equipes finalistas. Capítulo III: DA DOCUMENTAÇÃO Artigo 9: Os atletas deverão apresentar um documento oficial (RG, passaporte com foto) ao representante da Liga no local de jogo (antes do inicio da partida) para que possa estar apto para a disputa. Se não apresentar o documento fica impossibilitado de participar da partida. A escalação de atleta, sem documentação de acordo com este artigo, implicará na perda de três (3) pontos para a equipe adversária. Artigo 10: Cada equipe poderá inscrever 35 atletas durante a primeira fase da competição, o prazo será esgotado na quinta-feira que antecede o fim da mesma. A inscrição para a rodada do fim de semana só poderá ser feita até a quinta feira às 12h, através de e-mail, Watts app ou pessoalmente na sede da Liga Desportiva. Não será permitida a substituição do atleta inscrito, com excessão se houver repetição em equipes. Um atleta inscrito por qualquer outra equipe, em qualquer outra categoria, o impede de jogar por outra na mesma edição da competição. Artigo 11: A utilização de atletas irregulares (fora da idade) implicará na eliminação do atleta da equipe infratora. A equipe que colocar o atleta além da perda dos pontos será punida com multa de um salário mínimo vigente, R$ 998,00 (Novecentos e noventa e oito reais). Artigo 12: Só serão aceitos recursos na LMFA até 48 horas pós jogo mediante ao pagamento de 04 (quatro) salários mínimos junto a tesouraria da entidade. NÃO SERÃO ACEITOS RECURSOS SEM O PAGAMENTO DA TAXA. Capítulo IV: DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 13: Caso uma equipe seja eliminada ou abandone a competição, não importando os motivos, os pontos disputados e conquistados pela mesma serão considerados para efeito de classificação, e os jogos ainda a serem realizados terão computados os pontos para as equipes que ainda não jogaram. É obrigatório o cumprimento de tabela em todas as categorias, caso haja desistência em uma categoria, as demais categorias da mesma equipe estarão automaticamente eliminadas. Artigo 14: Será de responsabilidade de cada equipe quando indicar o campo e aceito pela Liga, onde serão realizadas as partidas, estar em perfeitas condições de uso (campo com grama aparada e riscado conforme as normas, vestiários para os árbitros e equipe visitante com chave na porta, portões de acesso ao campo de jogo com cadeados e bandeiras nos quatro cantos do gramado). Caso haja necessidade na troca de uniformes, deverá ser feita pela equipe mandante. Como todas as rodadas serão duplas, triplas, ou quádruplas, considera-se mandante a equipe que tem o seu nome escrito na parte esquerda da súmula. Artigo 15: Caberá a equipe mandante do jogo, providenciar condições de trabalho seguras para o representante da LMFA, bem como mesa e cadeira para que o mesmo possa desenvolver seu trabalho devidamente acomodado. Artigo 16: Nos estádios onde houver invasões relatadas pelo representante ou árbitro, ficará a equipe relatada sujeita a punição administrativa imposta pelo Presidente da LMFA. Artigo 17: Se houver agressão física, verbal ou qualquer outro ato de indisciplina por parte dos atletas, comissões técnicas e responsáveis identificados de qualquer equipe inscrita, o(s) agressor(es) e sua equipe serão eliminados da competição. Outras agressões envolvendo torcedores, a equipe da mesma também será eliminada. Artigo 18: Caso algum integrante da comissão técnica seja excluído do banco de reservas, o mesmo fica automaticamente suspenso por uma rodada, e não poderá trabalhar em categoria diferente, é necessário cumprir antes na categoria em que foi punido para ficar liberado nas demais, e inclusive podendo a Diretoria da LMFA punir com o número de jogos necessários de acordo com a gravidade. **Vale ressaltar que essa punição não exime o infrator de outras sanções impostas pela Comissão Disciplinar da competição. Artigo 19: De acordo com a legislação em vigor haverá a suspensão automática para o atleta expulso de uma partida ou que vier receber dois (02) cartões amarelos, independente de outras sanções que a Comissão Disciplinar da LMFA poderá lhe impor. Essa suspensão deverá ser cumprida no jogo seguinte da tabela. Se por ventura a equipe se utilizar de atleta irregular ou suspenso a mesma perderá automaticamente os pontos para o adversário. O atleta suspenso não poderá jogar em categoria diferente, antes de cumprir a suspensão da categoria de origem. **Vale ressaltar que o controle de cartões é de inteira responsabilidade das equipes, tendo em vista que ao término dos jogos, cada equipe receberá a comunicação de penalidades do arbitro e representante da LMFA. Artigo 20: Caberá a cada equipe efetuar o pagamento da taxa de arbitragem antes do início dos jogos que será de R$ 110,00 (cento e dez reais) por cada categoria. Para os jogos fora de Maringá será cobrada a taxa de locomoção. A equipe que não efetuar o pagamento da taxa de arbitragem no local do jogo, caso seja a vencedora perderá seus pontos para o adversário. Caso seja a equipe perdedora ficará suspensa até que faça o devido pagamento, podendo inclusive ser eliminada na seqüência. Todas as equipes terão que efetuar o pagamento da taxa de inscrição antes do início da competição, caso a taxa não seja paga, sua “inscrição” não será validada. Até o dia 28/02/2019 a taxa de inscrição será de R$ 350, 00 por categoria. A partir do dia 01/03/2019 será de R$ 420, 00 por categoria. Artigo 21: Caberá a cada equipe efetuar o pagamento da taxa de inscrição que será de R$ 350,00 (Trezentos e cinqüenta reais/por categoria). Após o dia 28 de fevereiro, o custo sobe para R$ 420,00 (Quatrocentos e vinte reais/por categoria). Caso a taxa não seja paga até a 1ª rodada a equipe estará automaticamente eliminada de todas as categorias da competição. Artigo 22: As rodadas serão marcadas aos sábados e domingos ou em feriados caso a entidade organizadora do campeonato julgue necessária, os jogos serão marcados em campos determinados pela Liga. Os jogos terão inicio às 7h30 em caso de rodada com quatro jogos e 8h em caso de rodada dupla ou tripla, tendo tolerância de 15 minutos apenas para o primeiro jogo. Após o prazo tolerado será aplicado WO em favor da equipe que estiver com a equipe no campo de jogo (será considerado o placar de 1x0). Não haverá tolerância a partir do segundo jogo. Artigo 23: Caso uma equipe não compareça ao local do jogo marcado, será considerado resultado de WO (1 x 0) em cada uma delas. A mesma será eliminada caso não haja uma justificativa(s) considerável(is) e terá que pagar a taxa de arbitragem. Que será analisada pela diretoria da Liga. Artigo 24: O tempo total de jogo será de 70 minutos na categoria Sub 17, divididos em dois tempos de 35, de 60 minutos divididos em dois de 30 minutos para a categoria Sub 15. Para as categorias Sub 14 e Sub 13 de 50 minutos, divididos em dois tempos de 25 e 40 minutos divididos em dois tempos para a categoria Sub 12. Artigo 25: As equipes deverão adentrar ao campo de jogo no máximo 10 (dez) minutos antes do início das partidas e com no mínimo 7 (sete) atletas e no máximo 11 (onze) atletas devidamente uniformizados com camisas, calções, meias, chuteiras e caneleiras conforme recomendações da Internacional Board. Obs.: Será obrigatório o uso de caneleiras. Todos os atletas terão que usar caneleiras. Artigo 26: Em cada partida será permita a realização de 9 (nove) substituições e poderá ficar no banco de reservas 9 (nove) atletas devidamente uniformizados. Na categoria Sub 12 as alterações são ilimitadas inclusive atletas podendo retornar a partida. Também será permitida a presença de três pessoas da comissão técnica, desde que apresentem um documento oficial com foto para o representante. Artigo 27: Caberá as equipes apresentarem duas bolas em condições para a realização dos jogos. Na categoria sub-12 deverá ser apresentada bolas de acordo com a categoria (número 4). Artigo 28: Cada partida valerá 3 (três) pontos por vitória e 1(um) ponto por empate. Artigo 29: É obrigatório para todas as equipes participantes da competição o cumprimento de toda a tabela de jogos, ficando a mercê de punição as infratoras. Artigo 30: É obrigatório para todas as escolas que irão participar ter um responsável por todas as questões técnicas, disciplinares e criminal. O mesmo terá que ter credenciamento do CREF. Todas as equipes participantes do Campeonato deverão seguir fielmente todos os artigos e parágrafos deste Regulamento, que será soberano e prioritário sobre qualquer outro regulamento. Os casos omissos ao presente Regulamento serão resolvidos pela Junta Disciplinar da LMFA que aplicará o Código Brasileiro Disciplinar de Justiça Desportiva. Este Regulamento foi aprovado após reuniões individuais prévia ao inicio dos Campeonatos Regionais das categorias de base 2019 (1º semestre/Copa Cidade Canção). O certame será disputado pelos clubes inscritos e expressos no artigo 3ª, que deverão cumprir fielmente o que estabelece este Regulamento, normas da arbitragem nacional, leis das entidades superiores e os casos disciplinares serão resolvidos pela Junta Disciplinar da LMFA que aplicará o Código Brasileiro Disciplinar de Justiça Desportiva. Maringá, 08 de Março de 2019. Douglas Mattos Presidente Dr. Umberto Carlos Becker OAB: 15.743 Presidente Junta Justiça Desportiva Júlio César de Andrade Secretário Executivo Aparecido Donizete Santana Diretor de Patrimônio Faustino Vicente Lopez Presidente da Comissão de arbitragem Ademir José Delgado Membro da Comissão de arbitragem

Parceiros

QualiSports , empresa tradicional e conceituada em Maringá. Líder no seu ramo de atividades...

Equipes da Competição

ADUEM/PROJETO MT

ADUEM/PROJETO MT

Árbitros Relacionados