SUIÇO KIDS

Copa Cidade Canção (futebol suíço kids).

Balanço


RESULTADOS

CLASSIFICAÇÃO

PROGRAMAÇÃO





..........

   OS CAMPEÕES COPA CATEDRAL DE 2018

  Sub 8

 

 

  Sub 9

 

 

 Sub 10

 


Sub 11

 


..........

Regulamento

LIGA MUNICIPAL DE FUTEBOL AMADOR DE MARINGÁ (Regulamento) Campeonatos Regionais 2019 (1º semestre) Copa Cidade Canção Futebol Suiço. Gestão: Douglas Mattos Regulamento dos Campeonatos Regionais 2019 (1ª Semestre) Capítulo I: DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Artigo 1: Os Campeonatos Regionais 2019- Sub 08,Sub 09, Sub 10 e Sub 11 promovidos e organizados pela Liga Municipal de Futebol Amador de Maringá, serão disputados nas conformidades do presente Regulamento, normas da arbitragem e leis de entidades superiores. Artigo 2: Este Regulamento é o conjunto das disposições que regem a competição e entra em vigor após sua homologação pela Presidência. Artigo 3: A competição será iniciada oficialmente no dia 19/03/2019, participam da mesma as seguintes equipes: Sub 8 (2011) Instituto Alex Santos Projeto Fênix AFUS Sociedade Médica Barcelona City, Maringá Clube Instituto Juventude Centro Português/Átria Maringá/C.A.Operário. Sub 9 (2010) Instituto Alex Santos Projeto Fênix AFUS Sociedade Médica Barcelona City JP10 C.C.M /Maringá Clube Instituto Juventude R9 Academy. Sub 10 (2009) Instituto Alex Santos Projeto Fênix AFUS Sociedade Médica Grêmio Mourãense, JP10 C.C.M /Maringá Clube Instituto Juventude R9 Academy, AFUEM Centro Português/Átria Maringá/C.A.Operário. Sub 11 (2008) Instituto Alex Santos Academia Palmeiras Barcelona City, JP10 C.C.M /Maringá Clube Projeto Índio R9 Academy, AFUEM Atlético Maringaense. Capítulo II: DO SISTEMA DE DISPUTA Artigo 4: - Primeira Fase: As equipes se enfrentam em turno único, classificando-se as quatro melhores para a segunda fase. O mando de campo pertence à Liga Municipal de Futebol Amador de Maringá. Se houver empate em números de pontos a equipe classificada será aquela que tiver melhor índice técnico da primeira fase, de acordo com o artigo 8 do regulamento. Artigo 5: Segunda Fase (Semifinais): Será disputada em jogo único, se houver empate, a equipe de melhor campanha avança para a final. O mando de campo pertence à Liga Municipal de Futebol Amador de Maringá. Grupo B 1ª x 4ª Grupo C 2ª x 3ª Artigo 6: Terceira Fase (Final): As duas equipes classificadas da fase anterior farão a decisão em jogo único, se houver empate, a equipe de melhor campanha será DECLARADA campeã. O mando de campo pertence à Liga Municipal de Futebol Amador de Maringá. Grupo D vencedor B x vencedor C Artigo 8: DESEMPATE POR INDÍCE TÉCNICO 1- Maior número de pontos na somatória (todas as fases). 2- Maior número de vitórias. 3- Confronto direto entre as equipes 4- Menor número de gols sofridos 5- Melhor saldo de gols. 6- Menor número de cartões (vermelhos e amarelos na competição) Artigo 9: PREMIAÇÃO A Liga Municipal de Futebol Amador premiará cada categoria com troféus e 18 medalhas (personalizados): Campeão, Vice-campeão, artilheiro e goleiro (defesa menos vazada). O goleiro será indicado pela equipe que sofrer menos gols). Capítulo III: DA DOCUMENTAÇÃO Artigo 9: Os atletas deverão apresentar um documento oficial (RG, carteira da Liga, passaporte com foto ou Declaração escola em boas condições de avaliação) ao representante da Liga no local de jogo (antes do inicio da partida) para que possa estar apto para a disputa. Se não apresentar o documento fica impossibilitado de participar da partida. A escalação de atleta, sem documentação de acordo com este artigo, implicará na perda de três (3) pontos para a equipe adversária. Obs: Nas categorias Sub 08 e Sub 09 será aceito declaração escolar até o dia 30 de Março/2019. Artigo 10: Cada equipe poderá inscrever 25 atletas durante a primeira fase da competição, o prazo será esgotado as 17 horas do dia seguinte do final da mesma. A inscrição para a próxima rodada poderá ser feita até o dia anterior do jogo até as 17 horas, através de e-mail, Watts App ou pessoalmente na sede da Liga Desportiva. Artigo 11: A utilização de atletas irregulares (fora da idade) implicará na eliminação do atleta da equipe infratora. A equipe que colocar o atleta além da perda dos pontos será punida com multa de R$ 1.000,00 ( Hum mil reais). Artigo 12: Só serão aceitos recursos na LMFA até 48 horas pós jogo mediante ao pagamento de 4 (quatro) salários mínimos junto a tesouraria da entidade. NÃO SERÃO ACEITOS RECURSOS SEM O PAGAMENTO DA TAXA. Capítulo IV: DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 13: Caso uma equipe seja eliminada ou abandone a competição, não importando os motivos, os pontos disputados e conquistados pela mesma serão considerados para efeito de classificação, e os jogos ainda a serem realizados terão computados os pontos para as equipes que ainda não jogaram. É obrigatório o cumprimento de tabela em todas as categorias, caso haja desistência em uma categoria, as demais categorias da mesma equipe estarão automaticamente eliminadas. Artigo 14: Será de responsabilidade de cada equipe quando indicar o campo e aceito pela Liga, onde serão realizadas as partidas, estar em perfeitas condições de uso (campo com grama aparada e riscado conforme as normas, vestiários para os árbitros e equipe visitante com chave na porta, portões de acesso ao campo de jogo com cadeados e bandeiras nos quatro cantos do gramado). Caso haja necessidade na troca de uniformes, deverá ser feita pela equipe mandante. Como todas as rodadas serão duplas, triplas, ou quádruplas, considera-se mandante a equipe que tem o seu nome escrito na parte esquerda da súmula. Artigo 15: Caberá a equipe mandante do jogo, providenciar condições de trabalho seguras para o representante da LMFA, bem como mesa e cadeira para que o mesmo possa desenvolver seu trabalho devidamente acomodado. Artigo 16: Nos estádios onde houver invasões relatadas pelo representante ou arbitro, ficará a equipe relatada sujeita a punição administrativa imposta pelo Presidente da LMFA. Artigo 17: Se houver agressão física, verbal ou qualquer outro ato de indisciplina por parte dos atletas, comissões técnicas e responsáveis identificados de qualquer equipe inscrita, o(s) agressor(es) e sua equipe serão eliminados da competição. Outras agressões envolvendo torcedores, a equipe da mesma também será eliminada. Artigo 18: Caso algum integrante da comissão técnica seja excluído do banco de reservas, o mesmo fica automaticamente suspenso por uma rodada, e não poderá trabalhar em categoria diferente, é necessário cumprir antes na categoria em que foi punido para ficar liberado nas demais, e inclusive podendo a Diretoria da LMFA punir com o número de jogos necessários de acordo com a gravidade. **Vale ressaltar que essa punição não exime o infrator de outras sanções impostas pela Comissão Disciplinar da competição. Artigo 19: De acordo com a legislação em vigor haverá a suspensão automática para o atleta expulso de uma partida ou que vier receber dois (02) cartões amarelos, independente de outras sanções que a Comissão Disciplinar da LMFA poderá lhe impor. Essa suspensão deverá ser cumprida no jogo seguinte da tabela. Se por ventura a equipe se utilizar de atleta irregular ou suspenso a mesma perderá automaticamente os pontos para o adversário. O atleta suspenso não poderá jogar em categoria diferente, antes de cumprir a suspensão da categoria de origem. **Vale ressaltar que o controle de cartões é de inteira responsabilidade das equipes, tendo em vista que ao término dos jogos, cada equipe receberá a comunicação de penalidades do arbitro e representante da LMFA. **Vale ressaltar que o controle de cartões é de inteira responsabilidade das equipes, tendo em vista que ao término dos jogos, cada equipe receberá a comunicação de penalidades do arbitro e representante da LMFA. Artigo 20: Caberá a cada equipe efetuar o pagamento da taxa de arbitragem antes dos jogos que será de R$ 80,00 (Oitenta reais) por cada categoria. Para os jogos fora de Maringá será cobrada a locomoção para a equipe mandante. A equipe que não efetuar o pagamento da taxa de arbitragem no local do jogo, caso seja a vencedora perderá seus pontos para o adversário. Caso seja a equipe perdedora ficará suspensa até que faça o devido pagamento, podendo inclusive ser eliminada na seqüência. Todas as equipes terão que efetuar o pagamento da taxa de inscrição antes do inicio da competição. O prazo máximo é até a 2ª rodada. Artigo 21: Caberá a cada equipe efetuar o pagamento da taxa de inscrição que será de R$ 350,00 (Trezentos e cinquenta reais/por categoria). O pagamento obrigatoriamente terá que ser feito no máximo até dia 28 de fevereiro/17 horas. A partir do dia 01 de março a taxa custará R$ 420,00 (Quatrocentos e vinte reais/por categoria). Artigo 22: As rodadas serão marcadas entre segundas e sextas-feiras ( A maioria das datas serão concentradas as quartas e quintas-feiras) ou em fins de semana caso a entidade organizadora do campeonato julgue necessária, os jogos serão marcados em campos determinados pela Liga. Os jogos terão inicio às 18h45 em caso de rodada com quatro jogos e 19 h em caso de rodada dupla ou tripla, tendo tolerância de 15 minutos apenas para o primeiro jogo. Após o prazo tolerado será aplicado WO a favor da equipe vencedora (1x0). Não haverá tolerância á partir do segundo jogo. Artigo 23: Caso uma equipe não compareça ao local do jogo marcado em duas oportunidades, será considerado resultado de WO (1 x 0) em cada uma delas. A mesma será eliminada caso não haja um justificativa(s) considerável (is) e terá que pagar a taxa de arbitragem. Que será analisada pela diretoria da Liga. Artigo 24: O tempo total de jogo será de 30 minutos na categoria Sub 08, divididos em dois tempos de 15. Nas demais o tempo total de jogo será de 40 minutos , divididos em dois tempos de 20. Sendo oito atletas, um no gol e sete na linha. O número mínimo permitido pra se iniciar o jogo é de seis atletas. Será permitida a inscrição de dezoito (25) atletas em cada categoria. Artigo 25: As equipes deverão adentrar ao campo de jogo no máximo 10 (dez) minutos antes do início das partidas. Atletas devidamente uniformizados com camisas, calções, meias, chuteiras e caneleiras conforme recomendações da Internacional Bord. Obs.: Será obrigatório o uso de caneleiras. Artigo 26: Em cada partida será permita a realização de substituições ilimitadas e poderá ficar no banco de reservas 10(dez) atletas devidamente uniformizados. Os atletas substituídos poderão retornar a partida. Também será permitida a presença de duas pessoas da comissão técnica, desde que estejam inscritas e apresentem um documento oficial com foto para o representante. Artigo 27: Caberá as equipes apresentarem duas bolas em condições para a realização dos jogos. Serão aceitas apenas bolas de acordo com a categoria (número 4). Artigo 28: Cada partida valerá 3 (três) pontos por vitória e 1(um) ponto por empate. Artigo 29: É obrigatório para todas as equipes participantes da competição o cumprimento de toda a tabela de jogos, ficando a mercê de punição as infratoras. Artigo 30: REGRA 1 ESPECÍCAS DO SUIÇO- ESTRUTURA PARA O FUTEBOL SUÍÇO 1.1 - Campo de Jogo: Será retangular, com o piso de grama natural ou piso sintético, de acordo com o regulamento de cada competição, o comprimento da linha lateral deverá ser superior ao comprimento da linha de meta. PARÁGRAFO I - DIMENSÕES Comprimento (linha lateral): mínimo 40m máximo 50m Largura (linha de meta): mínimo 55m máximo 65m PARÁGRAFO II - MARCAÇÕES DO CAMPO DE JOGO Será marcado com linhas brancas e visíveis. Elas pertencem às áreas que delimitam.Todas as linhas terão uma largura máxima de 12cm. O campo de jogo será dividido em duas partes iguais por uma linha central; o centro do campo será marcado com um ponto na metade da linha central e a partir dele será traçada uma circunferência com raio de 7m. PARÁGRAFO III - ÁREA DE META E ÁREA PENAL A área de meta, situada em ambos os extremos do campo de jogo, será demarcada da seguinte maneira: . Serão traçadas duas linhas perpendiculares à linha de meta, a 3m da parte inferior de cada poste da meta; . Essas linhas adentrarão 3m no campo de jogo e serão unidas por uma linha paralela à linha de meta; . Essa área delimitada será a área de meta. A área penal, situada em ambos os extremos do campo de jogo, será demarcada da seguinte maneira: . Serão traçadas duas linhas perpendiculares à linha de meta, a 10m da parte inferior de cada poste da meta; . Essas linhas adentrarão 10m no campo de jogo e serão unidas por uma linha paralela à linha de meta; . A área delimitada por essas linhas e a linha de meta será a área penal. Em cada área penal será marcado um ponto penal (pênalti) a 7m de distância do ponto médio da linha entre os postes e equidistante dos mesmos. No exterior de cada área penal, também, será traçado um semicírculo com um raio de 7m a partir da marca penal. (Área penal com área de meta e medidas para demarcação das linhas) PARÁGRAFO IV - BANDEIRAS DE CANTO Em cada canto será colocado um poste não pontiagudo com uma bandeirinha. A altura mínima do poste deverá ser de 1,2m. PARÁGRAFO V - TIRO DE CANTO Será traçado um quarto de circulo com um raio de 0,5m de cada bandeirinha de canto ao interior do campo de jogo, essa marcação é denominada escanteio. (Campo de jogo com as medidas, menos as das áreas penal) 1.2 - Balizas e Materiais adequados: As balizas (traves ou metas) serão metálicas ou de material seguro e serão colocadas no centro de cada linha de meta; serão duas traves verticais, equidistantes das bandeirinhas de canto e unidas por uma trave horizontal (travessão). Suas dimensões serão: Distância entre as traves: mínima 5m máxima 5,55m Distância do travessão e o solo: mínima 2m máxima 2,22m Essas balizas deverão ter as traves e o travessão com a mesma largura e espessura, não superior a 12cm e deverão ser de cor branca. As linhas de meta e as linhas que demarcam o campo de jogo terão as mesmas dimensões da espessura das traves. Deverão ser colocadas redes nas balizas com a condição de que estejam presas de forma segura e adequada para não atrapalhar goleiros e equipe de orientação. As balizas deverão estar fixadas firmemente no solo; poderão ser usadas balizas móveis somente em cumprimento a essas regras. (Baliza com todas as medidas) 1.3 - A Bola: A Bola será esférica, de couro ou outro material aprovado que seja seguro a prática da modalidade, e com as seguintes medidas às determinadas categorias: . Nas categorias Sub-7 e Sub-9 terá uma circunferência não superior a 60cm e não inferior a 56cm; terá um peso não superior a 350g e não inferior a 300g; . Nas categorias Sub-11 e Sub-13 terá uma circunferência não superior a 65cm e não inferior a 60cm; terá um peso não superior a 400g e não inferior a 350g. PARÁGRAFO ÚNICO Se a Bola estourar ou se danificar durante uma partida: O jogo será interrompido pelos Orientadores e o jogo será reiniciado com bola ao chão no local onde ela se danificou. REGRA 2 - NÚMERO DE ATLETAS, SUBSTITUIÇÕES E EQUIPAMENTOS 2.1 - O Número de jogadores: A partida será disputada por duas equipes formadas no máximo por 8 (oito) jogadores cada uma, dos quais um jogará como goleiro, atleta que terá uniforme diferenciado e é o único a poder pegar a bola com as mãos dentro da área penal. A partida não será iniciada se uma das equipes tiver menos de 6 (seis) atletas no campo de jogo. PARÁGRAFO ÚNICO Em todas as partidas, os nomes dos substitutos deverão ser comunicados aos orientadores antes do início do jogo. Os substitutos que não tenham sido designados desta maneira, e não estiverem com seus nomes no documento do jogo (súmula da partida) não poderão participar da partida. 2.2 - Substituições: Poderão ser realizadas no máximo 5 (cinco) substituições por equipe nas partidas oficiais. O regulamento de cada competição poderá adequar essa regra de acordo com os objetivos da organização. PARÁGRAFO I - PROCEDIMENTO Para ser considerada a substituição concluída deverão ser observados os seguintes passos: . O Orientador deverá ser informado da substituição antes dela ser feita; . O substituto só poderá entrar quando seu companheiro deixar o campo de jogo e o Orientador autorizar sua entrada, isso acontecerá unicamente na parte central da linha lateral do campo de jogo; . A substituição será consumada quando o substituto entrar no campo de jogo;. Um jogador que tenha sido substituído poderá retornar a partida; . Todos os substitutos e substituídos estão submetidos à autoridade e jurisdição do Orientador da partida, sejam chamados ou não a participarem do jogo. PARÁGRAFO II- TROCA DO GOLEIRO Qualquer jogador poderá trocar de posição com o goleiro, desde que: . O Orientador tenha sido informado previamente; . A troca aconteça numa interrupção da partida. - INFRAÇÕES E PUNIÇÕES Se um substituto entrar no campo de jogo sem a autorização do Orientador:. O jogo será interrompido;. O substituto receberá como punição o cartão amarelo e receberá a ordem para sair do campo de jogo até que seu companheiro deixe a partida; . O jogo será reiniciado com um tiro livre indireto, em favor da equipe adversária do substituto, no lugar onde a bola se encontrava quando a partida foi interrompida. Por qualquer outra infração a essa regra os jogadores envolvidos serão punidos com o cartão amarelo. 2.3 - Equipamentos: Os jogadores não utilizarão nenhum equipamento nem levarão nenhum objeto que seja perigoso para eles mesmos ou para os demais jogadores (incluindo qualquer tipo de joias). PARÁGRAFO ÚNICO - UNIFORME BÁSICO Os equipamentos básicos obrigatórios de um jogador compreende as seguintes peças separadas: . Camiseta ou colete; . Calção - caso sejam usadas bermudas térmicas por baixo, essas deverão ser da mesma cor do calção do uniforme; . Meião; . Caneleira - deverão estar cobertas pelos meiões e ser de material apropriado (borracha, plástico ou material similar seguro); . Tênis para futebol suíço. Cada Goleiro vestirá cores que o diferencie dos demais jogadores, do árbitro e dos árbitros assistentes. - INFRAÇÕES E PUNIÇÕES Em caso de infração a essa regra: . Não será necessário interromper o jogo; . O Orientador ordenará ao jogador infrator que abandone o campo de jogo para que ponha em ordem seu equipamento; . Todo jogador que necessite sair do campo de jogo para colocar seu equipamento em ordem só poderá retornar a partida com a autorização do Orientador; . O Orientador verificará se o equipamento do jogador está em ordem antes de permitir que ele retorne ao campo de jogo;. O Jogador só poderá retornar ao campo de jogo quando a bola não estiver em jogo. REGRA 3 - OS ORIENTADORES 3.1 - O Orientador de Campo: Cada jogo será conduzido por um Orientador, que terá o objetivo de fazer com que os jogadores e comissões técnicas cumpram as regras do jogo de maneira ética. PARÁGRAFO ÚNICO - PODERES E DEVERES . Fazer cumprir as Regras do Jogo;. Controlar a partida em cooperação com a equipe de Orientadores designados para dirigir a partida;. Assegurar-se que as bolas utilizadas cumpram as exigências da regra;. Assegurar-se que o equipamento dos atletas cumpram as exigências da regra;. Atuar como cronometrista e anotar as ocorrências da partida;. Interromper, suspender ou finalizar a partida por qualquer tipo de interferência que coloque em risco a integridade de jogadores, comissão técnica e organizadores; . Interromper, suspender ou finalizar a partida quando julgar necessário, nos casos de infração às Regras do Jogo; . Permitir que a partida continue até que a bola esteja fora de jogo se julgar que um jogador esteja levemente lesionado; . Assegurar-se de que todo jogador que sofra uma lesão com sangramento deixe o campo de jogo. O jogador só poderá retornar depois que o Orientador verificar que o ferimento parou de sangrar; . Permitir que o jogo continue se a equipe contra a qual se cometeu uma infração se beneficia de uma vantagem, punindo a infração cometida inicialmente, se a vantagem prevista não se concretizar; . Punir a infração mais grave quando um jogador cometer mais de uma infração ao mesmo tempo; . Tomar medidas disciplinares contra jogadores que cometam infrações merecedoras de advertência ou expulsão. Não está obrigado a tomar as medidas imediatamente, porém deverá fazer assim que o jogo for interrompido; . Tomar medidas contra os membros de comissões técnicas das equipes que não se comportem de forma correta, podendo, se julgar necessário, expulsá-los do campo de jogo e suas imediações; . Atuar conforme as indicações da equipe de Orientadores em relação a incidentes que não pôde observar; . Não permitir que pessoas não autorizadas entrem no campo de jogo;. Autorizar o reinício de jogo após uma paralisação; . As decisões do Orientador sobre os fatos em relação ao jogo são definitivas;. Poderá modificar sua decisão unicamente quando percebe que é incorreta ou, se a julga necessária, conforme a indicação de algum membro da organização desde que o jogo não tenha sido reiniciado; . Após o término da partida, o Orientador não poderá mudar suas decisões. 3.2 - O Orientador da Mesa: O Orientador da Mesa irá contribuir com o bom andamento da partida e nas decisões do Orientador de Campo, quando for solicitado. PARÁGRAFO ÚNICO - PODERES E DEVERES . Definir as cores dos uniformes das equipes para o bom andamento da partida;. Cumprir com os horários estipulados pela organização; . Assegurar-se que os atletas estejam com a documentação exigida pela organização da competição; . Quando se solicite uma substituição; . Assegurar-se que o documento oficial da partida (Súmula) seja preenchido da maneira correta e que relate os fatos do jogo, conforme as decisões do Orientador de Campo com a conferência de ambas as equipes ao término da partida;. Atuar como como auxiliar na organização da partida juntamente com o Orientador de Campo. Todas as equipes participantes do Campeonato deverão seguir fielmente todos os artigos e parágrafos deste Regulamento, que será soberano e prioritário sobre qualquer outro regulamento. Os casos omissos ao presente Regulamento serão resolvidos pela Junta Disciplinar da LMFA que aplicará o Código Brasileiro Disciplinar de Justiça Desportiva. Este Regulamento foi aprovado após conselho arbitral, em reunião prévia ao inicio dos Campeonatos Regionais 2019 (1º semestre/1º Cidade Canção de Futebol Suiço). O certame será disputado pelos clubes inscritos e expressos no artigo 3ª, que deverão cumprir fielmente o que estabelece este Regulamento, normas da arbitragem nacional, leis das entidades superiores e os casos disciplinares serão resolvidos pela Junta Disciplinar da LMFA que aplicará o Código Brasileiro Disciplinar de Justiça Desportiva. Nenhuma equipe poderá recorrer à justiça comum, com pena de ser eliminada da competição ou desfiliada da LMFA. Maringá, 15 de Março de 2019. Douglas Mattos Presidente Dr Umberto Carlos Becker OAB 15743 Presidente Junta Justiça Desportiva Júlio César de Andrade Secretário Executivo Aparecido Donizete Santana Diretor de Patrimônio Faustino Vicente Lopez Presidente da Comissão de arbitragem Ademir José Delgado Membro da Comissão de arbitragem LIGA MUNICIPAL DE FUTEBOL AMADOR DE MARINGÁ Somos a entidade que planeja, organiza e realiza as maiores competições amadoras de futebol de campo na região Metropolitana de Maringá (aproximadamente 800 mil pessoas) desde a década de 1960.

Parceiros

QualiSports , empresa tradicional e conceituada em Maringá. Líder no seu ramo de atividades...

Equipes da Competição

PROJETO SOCIAL ÍNDIO

PROJETO SOCIAL ÍNDIO

Árbitros Relacionados